Subscribe:

30 de junho de 2017

Flagrantes da cerimônia de diplomação dos novos bispos em Madureira



A Assembleia de Deus - Ministério de Madureira mais uma vez faz história. Na noite de do dia 27 de junho de 2017, em Brasília na Catedral Baleia foram diplomados os novos bispos da igreja. Além do reverendo Manoel Ferreira, Madureira tem agora como bispos os pastores Samuel e Abner Ferreira, Oídes José do Carmo, Abigail Carlos de Almeida e Daniel Fonseca Malafaia. Como toda novidade, a iniciativa é elogiada por uns e criticada por outros. Exotismo ministerial? Legitimação de ministérios? Nas redes sociais o espanto é enorme. Vai render muito ainda...






O beija-mão é uma tradição de reverência a personalidades eminentes, praticada em várias culturas desde tempos remotos. Na cultura lusófona suas origens são medievais, sendo um costume da monarquia portuguesa em Portugal depois herdado pela corte imperial brasileira. O beija-mão era uma cerimônia pública em que o monarca se colocava em contato direto com o vassalo, o qual, depois da devida reverência, podia aproveitar a ocasião para solicitar alguma mercê. A cerimônia tinha grande significado simbólico, lembrando o papel paternal e protetor do rei, invocava o respeito pela monarquia e a submissão dos súditos. (Fonte: Wikipédia)







http://mariosergiohistoria.blogspot.com.br/2017/06/flagrantes-da-cerimonia-de-diplomacao.html?m=1

27 de junho de 2017

Temer chama denúncia de 'ficção' e insinua que Janot recebeu dinheiro



BRASÍLIA - (Atualizada às 16h45) O presidente Michel Temer (PMDB) fez um pronunciamento para tentar reagir à denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) acusando-o de corrupção passiva. Temer atacou o procurador geral da República, Rodrigo Janot, que fez a denúncia contra ele, chamou o empresário Joesley Batista, da JBS, de "bandido" e afirmou que não há provas concretas contra ele.

Em declaração sem brecha para perguntas, Temer atacou Janot ao sugerir, de forma implícita, que o procurador teria se beneficiado de forma indevida com a denúncia. Temer afirmou que um ex-assessor de Janot, o ex-procurador da República Marcelo Miller, agora advogado, teria orientado a delação premiada dos executivos da JBS, Joesley e Wesley Batista que embasam a peça acusatória.

Leia a íntegra da denúncia. Segundo Temer, a denúncia de Janot é um “trabalho trôpego que permite as mais variadas conclusões sobre pessoas de bem e honestas”. Nesse ponto, o pemedebista cita o hoje advogado Marcelo Miller, que, segundo Temer, já foi homem da “mais estrita confiança do procurador-geral”, mas deixou o cargo para reforçar a equipe de advogados do grupo JBS.

Temer observou que quem deixa a Procuradoria deve cumprir quarentena de dois ou três meses, mas Miller não a teria respeitado para ganhar “milhões em poucos meses”, e imediatamente orquestrou a delação dos irmãos Batista.

“Garantiu ao seu novo patrão, a empresa que o contratou [JBS], um acordo benevolente, uma delação que tira o patrão das garras da Justiça e que gera uma impunidade nunca antes vista, e tudo ratificado pelo procurador-geral”, acusa Temer.

“Os milhões de reais recebidos talvez não fossem apenas para o assessor”, sugere Temer, em alusão a Miller e Janot. Adiante, Temer reitera a acusação.
“Poderíamos concluir que os milhões não fossem unicamente para o assessor de confiança que deixou o cargo de procurador da República, mas não denuncio sem provas”, disse. “O que tenho consciência é de que não posso usar falsos fatos pra atingir objetivos subalternos”, concluiu.

Provas Temer disse que não há provas contra ele e que o fatiamento da denúncia visa "parar o país". “Fatiam as denúncias para provocar fatos semanais contra o governo, querem parar o país, o Congresso, num ato político com denúncias frágeis e precárias que atingem a Presidência da República”, criticou.

Temer disse que a denúncia “é uma peça de ficção”, que “busca a revanche, a destruição e a vingança”, a fim de paralisar o governo. O pemedebista alega que o áudio da conversa com ele gravada por Joesley é uma prova ilícita, porque foi armada contra ele. “Houve coleta de provas que não podem induzir a ideia de que possa ter havido um crime”, argumenta.
JBS Temer voltou a afirmar que Joesley Batista foi “treinado para armar conversas induzidas”. Alega que recebeu o empresário tarde da noite, fora da agenda, porque era o maior produtor de proteína animal do mundo. Acrescenta que somente após a delação, descobriu se tratar de um “bandido”.

“O fruto dessa conversa é prova ilícita, inválida para a Justiça”, reiterou. Loures Temer também questiona o uso de sua proximidade com o deputado suplente Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que foi seu chefe de gabinete, para atribuir a ele uma conduta criminosa.

JBS Temer voltou a afirmar que Joesley Batista foi “treinado para armar conversas induzidas”. Alega que recebeu o empresário tarde da noite, fora da agenda, porque era o maior produtor de proteína animal do mundo. Acrescenta que somente após a delação, descobriu se tratar de um “bandido”. “O fruto dessa conversa é prova ilícita, inválida para a Justiça, reiterou.


Loures Temer também questiona o uso de sua proximidade com o deputado suplente Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que foi seu chefe de gabinete, para atribuir a ele uma conduta criminosa.

“Se alguém cometeu um crime e eu o conheço, ou se tirei a fotografia ao lado de alguém, logo a relação é de que sou também criminoso, isso é um precedente perigosíssimo em nosso território”, acusou. Ele disse que é acusado de corrupção sem prova. “Onde estão as provas concretas de recebimento desses valores? Inexistem.

Na denúncia eu percebo que reinventaram o código penal e incluíram uma nova categoria – a denúncia por ilação”, acusa. Loures era um dos principais auxiliares de Temer e, na conversa com Joesley, é indicado pelo pemedebista como contato para o empresário.

Loures foi preso e também é investigado nos mesmos processos. Ele foi filmado correndo com uma mala com R$ 500 mil de propina paga pela JBS. O dinheiro, segundo a investigação, era destinado a Temer.

A denúncia Temer foi denunciado por corrupção passiva pela Procuradoria após semanas de investigação da Polícia Federal e ainda pode sofrer ações por obstrução de Justiça e organização criminosa, crimes pelos quais também é investigado.

As ações tiveram início após delação da JBS. Temer foi gravado por Joesley em um encontro secreto. Joesley falou sobre propina paga ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e sobre a compra de juízes e promotores pelo executivo. Claque

Para tentar demonstrar força política em meio à mais aguda crise que assolou seu governo, Temer convocou uma espécie de claque para o pronunciamento. As duas primeiras fileiras do Salão Leste do Palácio do Planalto foram reservadas para parlamentares da base aliada, de partidos como PMDB, PTB e PP.

Minutos antes do discurso, os cerca de 40 deputados, que já estavam sentados em seus lugares, foram chamados para pajear Temer durante a entrada e fazer volume nas imagens geradas pela imprensa. Entre eles estavam os dois principais cotados para a vaga de relator da denúncia contra o pemedebdista na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça)

da Câmara: os deputados do PMDB, Jones Martins (RS) e Alceu Moreira (RS). O posto é considerado chave para Temer, que pretende acelerar a tramitação da denúncia na Câmara para enterrá-la em votação no plenário, onde precisa de 172 votos.

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/politica/5018732/temer-chama-denuncia-de-ficcao-e-insinua-que-janot-recebeu-dinheiro ou as ferramentas oferecidas na página. 
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

Tribunal reverte decisão de Moro e absolve ex-tesoureiro do PT em processo da Lava Jato



SÃO PAULO - (Atualizada às 17h42) A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª região (TRF-4) reverteu decisão de primeira instância do juiz federal Sergio Moro e absolveu o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto em uma das ações penais a que ele responde por corrupção na Operação Lava-Jato. Vaccari tinha sido condenado a 15 anos e 4 meses de pri

Dois dos três desembargadores da 8ª Turma divergiram do relator, Gebran Neto, que havia votado pela condenação do petista. Os desembargadores Leandro Paulsen e Vitor Laus entenderam que não há provas suficientes para condenar Vaccari, e o absolveram pelo placar de dois votos a um. Para o desembargador Victor Laus, faltaram provas que corroborassem

O julgamento dessa ação foi retomado nesta terça-feira, porque houve um pedido de vista do desembargador Laus em sessão realizada no dia 6 de junho.
Laus acompanhou o desembargador Leandro Paulsen, que já havia proferido voto na sessão do início do mês. Conforme Paulsen, o material probatório é insuficiente. “A existência exclusiva de depoimentos prestados por colaboradores não é capaz de subsidiar a condenação de 15 anos de reclusão proferida em primeiro grau de jurisdição, uma vez que a Lei 1

O relator dos processos da Operação Lava-Jato no TRF-4, desembargador João Pedro Gebran Neto, foi voto vencido. Ele entendeu que havia suficiência de provas, representadas pelas múltiplas delações premiadas que foram judicializadas.

Neste mesmo julgamento a 8ª Turma elevou a pena aplicada por Moro ao ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, que foi ampliada para 23 anos. Já a pena do empresário e acusado de operar propinas Adir Assad foi mantida. A Turma reduziu as penas de outros dois réus, Dario Teixeira Alves Júnior e Sônia Branco. Vaccari está preso na região mettropolitana de Curitiba e é réu em outras ações penais da Lava-Jato.

PT comemora




O PT comemorou a absolvição do ex-tesoureiro João Vaccari Neto. Em nota, o partido apontou o uso abusivo de prisões preventivas e diz que a “verdade prevalecerá” no final do processo.

No comunicado, o partido afirma que a decisão da 8ª Turma do TRF-4 “mostra o cuidado que deveria ser tomado pelas autoridades antes de aceitar delações premiadas que não são acompanhadas de provas”. “A decisão de segunda instância também chama a atenção quanto ao uso abusivo de prisões preventivas, que submetem, injustamente, pessoas a privação de liberdade”, diz a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR).

“O PT expressa mais uma vez sua solidariedade a João Vaccari Neto e sua família. Temos certeza que a verdade prevalecerá no final desse processo”, declarou a presidente do partido.


Para o ex-presidente do PT Rui Falcão, a absolvição foi uma “vitória” do partido. “Vaccari absolvido! Vitória do PT e da Verdade!! Ninguém pode ser condenado sem provas”, disse Falcão, no Twitter.

Valor Econômico


Dilma presta depoimento como testemunha de acusação contra Lula

Dilma depôs ao Juiz Valliney de Souza Oliveira de 10ª Vara Federal em processo em que Lula , seu filho Luis Claudio e outros são réus, Dilma negou que lula tenha cometido tráfico de influência durante o governo dela nos epsódios da compra dos caças suecos Gripen e na aprovação de medida provisória para beneficiar o setor automobilistico.

26 de junho de 2017

O biólogo e escritor Richard Dawkins afirmou que as crianças devem aprender mais sobre a Bíblia nas escolas públicas britânicas.

Escritor ateu recomenda que crianças leiam a Bíblia para elevar o nível da educação




O biólogo evolutcionista e ateu, Richard Dawkins, nunca escondeu sua oposição a qualquer tipo de religião, mas nunca se opôs ao ensino, à busca pelo conhecimento e surpreendeu a muitos, apontando que a Bíblia pode ser uma boa fonte destes recursos.

Em seu best-seller 'The God Delusion' ('A Desilusão de Deus'), Dawkins explorou as raízes da religião na cultura humana e falou que ela pode influenciar a sociedade de maneiras negativas. Dawkins até descreveu-se como um "não-crente profundamente religioso".

Mas falando em um festival de ciências na Inglaterra neste fim de semana, o cientista pediu que a educação religiosa seja ensinada aos alunos das escolas públicas britânicas. Dawkins classificou a religião como um fator importante para a compreensão da História e da cultura e disse que era praticamente impossível estudar a literatura inglesa sem conhecer os antecedentes do cristianismo.

"Eu não acho que a educação religiosa deve ser abolida. Eu acho que é uma parte importante da nossa cultura conhecer a Bíblia", disse Dawkins. "Afinal, muita literatura inglesa tem alusões à Bíblia. Se você procurar no Dicionário Inglês de Oxford, encontrará algo como o mesmo número de citações da Bíblia e de Shakespeare".

Descrevendo o cristianismo como importante para a cultura e a história, Dawkins disse: "A História europeia foi dominada por disputas contra religiões rivais e você não consegue entender a História, a menos que você conheça a história da religião cristã e as Cruzadas".

Dawkins não recomendou que os alunos fossem endoutrinados pelas crenças religiosas, mas sim os encorajou a cultivar uma compreensão sobre o assunto.
"Eu não aboliria a educação religiosa. Acho que poderia substituí-la por algo como religião comparativa e história bíblica e história religiosa", disse ele.

Dawkins estava no evento para promover seu último livro, 'Science in the Soul' ('Ciência na Alma'), no qual ele descreve o Islã como a religião "mais malvada" para cultivar o fanatismo entre seus adeptos. Ele descreveu os muçulmanos moderados, que constituem a maior parte da religião, como suas maiores vítimas.

"É tentador dizer que todas as religiões são ruins, e eu digo que todas as religiões são ruins, mas é uma tentação pior dizer que todas as religiões são igualmente ruins, porque elas não são", disse o autor.

Dawkins é mais conhecido por descrever o conceito de "memes" no livro 'The Selfish Gene', no qual ele descreveu ideias culturais, comportamentos e estilos que se espalham de pessoa para pessoa dentro de um grupo. O conceito é análogo aos genes que se auto-replicam, passam por mutações e evoluem.

Fonte: Guiame

Doria chama Dilma de 'anta', Lula de arrogante cara de pau e retruca: vocês não tem nada a ensinar ao Brasil, veja vídeo.




Em palestra no evento XP Expert 2017 o prefeito de São Paulo João Doria desferiu duros ataques aos ex- presidentes petistas. Em um trecho chamou a presidente deposta Dilma de " anta" "quando eu precisava de seriedade fechava os olhos  e pensava em como eu queria ganhar  as eleições. Daí eu pensava em todas as besteiras que a Dilma e o Lula falavam e isso me dava força. A Dilma é um  anta! Como é que pode um país ter uma anta(como presidente )
Desculpe Dilma, mas você é uma anta.

Clínica de depilação faz propaganda anti-feminista e viraliza


De acordo com informações apuradas pela nossa equipe, a clínica de depilação Espaçolaser,
que é especialista em depilação a laser, utilizou uma forma inusitada para divulgar sua marca:
fazer uma campanha provocativa e anti-feminista.

Circula pelo Twitter uma foto que mostra uma publicidade da marca utilizando a imagem
de Frida Kahlo, ícone do movimento feminista conhecido basicamente por ter sido
namorada do revolucionário León Trotsky. Kahlo possui sobrancelhas grossas, e a marca mostra um “antes e depois” em que a personagem aparece com as sobrancelhas devidamente depiladas. Veja:elhas grossas, e a marca mostra um “antes e depois” em que a personagem aparece com as sobrancelhas devidamente depiladas. Veja:



Ver imagem no Twitter


olha a treta que a  está se metendo

eu curti!





É provável que o movimento feminista ainda não tenha tomado conhecimento deste fato,
mas quando isso acontecer haverá mais uma guerra no mundo virtual e certamente a
intolerância da extrema-esquerda virá à tona.

Jornal Livre

Palocci é condenado por Moro a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro



Por Fernando Castro, Thais Kaniak e Amanda Polato, RPC Curitiba, G1 PR e G1 SP

26/06/2017 08h45 Atualizado há menos de 1 minuto



Ex-ministro Antonio Palocci foi preso em setembro de 2016 pela Operação Lava Jato (Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters)



O juiz federal Sérgio Moro – responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância – condenou o ex-ministro Antonio Palocci a 12 anos, 2 meses e 20 dias de reclusão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.


A sentença é desta segunda-feira (26): leia na íntegra. Esta é a primeira condenação de Palocci na Lava Jato.


Moro determinou a interdição do ex-ministro para exercício de cargo ou função pública pelo dobro do tempo da pena. E decidiu ainda o bloqueio de US$ 10,2 milhões, valor que será corrigido pela inflação e agregado de 0,5% de juros simples ao mês.


Palocci foi preso na 35ª fase da operação, batizada de Omertà e deflagrada no dia 26 de setembro de 2016. Atualmente, está detido no Paraná. De acordo com o juiz, ele deve continuar preso mesmo durante a fase de recurso.




Veja a lista de condenados




**Em atualização



Antônio Palocci, ex-ministro: corrupção passiva e lavagem de dinheiro - 12 anos, 2 meses e 20 dias de reclusão;
João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT: corrupção passiva - 6 anos de reclusão;
Eduardo Costa Vaz Musa, ex-gerente da área Internacional da Petrobras: corrupção passiva - 2 anos no regime aberto diferenciado, pois é delator;
Marcelo Bahia Odebrecht, ex-presidente da Odebrecht: até 10 anos de reclusão pelos crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro, conforme o acordo de delação;
Monica Moura, marqueteira do PT: lavagem de dinheiro: 4 anos e 5 meses de reclusão, conforme acordo de delação;
João Santana, marqueteiro do PT: lavagem de dinheiro;
Renato Duque, ex-diretor da Petrobras: corrupção passiva, 5 anos e 4 meses de reclusão;
João Ferraz, executivos da Sete Brasil: corrupção passiva, pena suspensa pelo acordo de delação.
Fernando Migliaccio da Silva, ex-executivo da Odebrecht: lavagem de dinheiro - 4 anos e 6 meses de reclusão, conforme acordo de delação;
Hilberto Mascarenhas Alves da Silva Filho, ex-executivo da Odebrecht: lavagem de dinheiro - 4 anos e 6 meses de reclusão, conforme acordo de delação;
Luiz Eduardo da Rocha Soares, ex-executivo da Odebrecht: lavagem de dinheiro - 6 anos e 9 meses de reclusão, conforme acordo de delação;
Olívio Rodrigues, ex-executivo da Odebrecht: lavagem de dinheiro - 7 anos e 6 meses de reclusão, conforme acordo de delação;
Marcelo Rodrigues, ex-executivo da Odebrecht: lavagem de dinheiro.





O G1 tenta contato com a defesa de Palocci e dos demais citados na reportagem.




Réus absolvidos





Branislav Kontic, ex-assessor de Palocci, foi absolvido dos crimes a ele imputados – corrupção e lavagem de dinheiro – por falta de prova suficiente de autoria ou participação;
Rogério Santos de Araújo, ex-executivo da Odebrecht, foi absolvido do crime de corrupção por falta de provas.






Marcelo Odebrecht




Como Marcelo Odebrecht fechou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF), o juiz estabeleceu que a pena será cumprida em regime inicial fechado de 2 anos e 6 meses de reclusão contados da data de sua prisão preventiva, 19 de junho de 2015.


A partir de então, cumprirá mais 2 anos e 6 meses no denominado regime fechado diferenciado, com recolhimento domiciliar integral e tornozeleira eletrônica.


Terminado esse período, deverá cumprir mais 2 anos e 6 meses no regime semiaberto diferenciado, com recolhimento domiciliar noturno, finais de semana e feriados, com prestação de serviços à comunidade por 22 horas mensais durante o cumprimento da pena.


Depois, deverá cumprir mais 2 anos e 6 meses no regime aberto diferenciado, com recolhimento domiciliar nos finais de semana e feriados, com prestação de serviços à comunidade 22 horas mensais durante o cumprimento da pena.


Além disso, há 260 dias multa (cada dia multa equivale a 5 salários mínimos vigentes em 2012). A multa penal ficará reduzida ao mínimo legal, como previsto no acordo.




O processo




Além de Palocci, o ex-assessor dele, Branislav Kontic, o empresário Marcelo Odebrecht e outros 11 eram réus nesta ação penal. Eles respondiam por crimes como corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.


O processo apurava se Palocci recebeu propina para atuar em favor do Grupo Odebrecht, entre 2006 e 2013, interferindo em decisões tomadas pelo governo federal.


Palocci é acusado de intermediar propinas pagas pela Odebrecht ao Partido dos Trabalhadores (PT). Ex-executivos da empreiteira afirmaram que o codinome "Italiano", que aparece em uma planilha ao lado de valores, fazia referência a Palocci. Ele nega ser o "Italiano".





Sentença




O juiz Sérgio Moro afirmou na sentença que foi revelada uma "conta corrente de propinas" com acertos de até R$ 200 milhões. Os valores serviram para alimentar campanhas eleitorais, o que representa fraude, diz o juiz.


"A contaminação com recursos do crime do processo político democrático é o elemento mais reprovável do esquema criminoso da Petrobras. A culpabilidade é elevada. O condenado agiu enquanto Ministro Chefe da Casa Civil, um dos cargos mais importantes e elevados na Administração Pública Federal. A responsabilidade de um Ministro de Estado é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes", afirma o texto de Moro.


Ele cita ainda o contexto mais amplo do caso, considerando a "relação espúria" entre a Odebrecht e Palocci. "Agiu, portanto, com culpabilidade extremada, o que também deve ser valorado negativamente."




Alegações finais




Nas alegações finais, a defesa de Palocci apontou inconsistências nas delações de ex-executivos da Odebrecht e pediu a absolvição do ex-ministro.


Já o MPF reforçou, nas alegações finais, o pedido de condenação de Palocci e dos outros réus.
Quer saber mais notícias do estado? Acesse o G1 Paraná.

25 de junho de 2017

Vídeo: Fábio Assunção é detido por agressão e desacato policial Testemunhas disseram que após ingerir bebida alcoólica, o ator arranjou confusão em um bar

G1

http://g1.globo.com/

O ator Fábio Assunção foi detido na madrugada deste sábado (24) em uma festa de São João em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. Segundo Wanderley de Carvalho, comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar, o ator agrediu pessoas e desacatou policiais. Ele também teria quebrado um dos vidros da viatura em que foi levado.
Fábio Assunção é preso por desacato em Pernambuco
Foto: Reprodução

Em nota, a Polícia Civil informou que Fábio está sendo autuado por dano qualificado ao patrimônio público, desacato a autoridade, desobediência e resistência à prisão. Ele será encaminhado para exames no Instituto de Medicina Legal e depois apresentado em audiência de custódia (veja íntegra da nota ao final do texto). Nessa audiência, um juiz avalia a necessidade de manter o preso atrás das grades durante o processo judicial.

De acordo com a PM, após se envolver em uma briga em uma festa de São João, no Pátio de Eventos da cidade, o ator foi levado para o Hospital Memorial de Arcoverde com ferimentos leves.

Na unidade de saúde, o ator apresentava sinais de embriaguez e teria discutido com funcionários do hospital. De lá, o ator voltou para o Pátio de Eventos.

Na festa, os policiais foram chamados por duas jovens, que disseram estar sendo ameaçadas por Fábio Assunção. Agentes tentaram levar todos para a delegacia, mas o ator ficou agressivo e se negou a entrar na viatura, de acordo com a PM. Ele precisou, então, ser algemado. "Ao ser colocado no xadrez da viatura, ele ficou ainda mais violento e quebrou o vidro traseiro do veículo", diz nota conjunta das polícias.

Segundo informações da Polícia Civil, o ator chegou à delegacia Regional de Arcoverde às 6h deste sábado. Por volta das 12h, ele ainda prestava depoimento à delegada Cristina Gomes. Também são ouvidas testemunhas.

Fábio Assunção estava na cidade para o lançamento do documentário "Eu sonho para você ver", produção realizada em parceria com a cineasta Pally Siqueira.

O G1 procurou a empresa no Rio de Janeiro que assessora o ator, mas não obteve nenhuma resposta até a última atualização deste texto. Em Pernambuco, a reportagem também tentou localizar algum assessor de imprensa ou advogado de Fábio Assunção, mas não conseguiu. A família da namorada do ator, que é de Arcoverde, também não foi encontrada para comentar o caso.



Nota conjunta das polícias Civil e Militar

"A Polícia Militar informa que, na madrugada de hoje (24/06), foi acionada para mandar uma viatura para o Hospital Memorial Arcoverde. Lá, o ator Fábio Assunção, levado para a unidade por ter se envolvido em uma briga no Pátio de Eventos da cidade, teria ficado agressivo com as pessoas. Por isso, os funcionários da unidade chamaram a polícia. Ao chegar ao local, porém, a viatura não encontrou mais o ator e retornou ao Pátio de Eventos.

No caminho, os policiais foram acionados por duas jovens, que alegaram estar sendo ameaçadas pelo ator. Ao tentar levar as partes para esclarecer os fatos na delegacia, Fábio Assunção ficou agressivo e se negou a entrar na viatura, sendo necessário o uso de algemas para levá-lo. Ao ser colocado no xadrez da viatura ele ficou ainda mais violento, e quebrou o vidro traseiro do veículo.

Diante do exposto, a ocorrência foi encaminhada para a Delegacia Seccional. A delegada Cristina Gomes, que estava de plantão, fez a escuta de testemunhas. As ouvidas continuam até o momento. Fábio Assunção está sendo autuado por dano qualificado ao patrimônio público, desacato a autoridade, desobediência e resistência à prisão. Como o total das penas soma mais que três anos de reclusão, não cabe, no caso, o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Por isso, o ator será encaminhado para exames clínicos no IML e, posteriormente, apresentado na audiência de custódia."



Nota conjunta das polícias Civil e Militar

23 de junho de 2017

Cunha está mais de mês escrevendo a mão os anexos de sua delação.



O Ex deputado Eduardo Cunha preso em Curitiba desde Outubro do ano passado está amais de um mês escrevendo á mão de dentro de sua cela os anexos de uma proposta de delação que negocia com o Ministério Público no âmbito da lava Jato. Na segunda semana de maio, Cunha passou a colocar no papel as histórias que quer contar aos procuradores. O ex-presidente da câmara usa uma caneta esferográfica comum e folha em branco soltas. Há três semanas o advogado do procurador - Geral da República, Rodrigo Janot,em Brasília . Forneceu uma amostra do que o ex- deputado pode revelar. Entre as histórias que Cunha promete revelar, há suposto esquemas esquema de cobrança de propina relacionada a liberação de verba do fundo de investimento do FGTS.

O sinal do Ministério Público à proposta foi positivo. Segundo pessoas com acesso ao deputado, Cunha resolveu pôr no papel as histórias após receber o recado de que o corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro que atuava como operador do ex-presidente da Câmara, também resolveu contar o que sabe. Paralelamente os dois passaram a escrever proposta de delação. Com a eclosão das denúncias da JBS, Cunha decidiu que seu defensor deveria procurar a Lava jato para manifestar intensão de delatar. Ao decidir a delação seria natural que Cunha fosse transferido para a superintendência da Policia Federal em Curitiba .Mas segundo a Folha de São Paulo apurou, o deputado quis permanecer no Complexo Médico Penal, em Pinhas , na região Metropolitana da cidade. Como ele pretende delatar alvos com foro privilegiado, as negociações serão todas feitas com procuradores de Brasília . Cunha pode ser transferido para o presídio da Papuda no Distrito Federal. Procurado pela Folha de S. Paulo, Lins e Silva negou que seu cliente esteja escrevendo a delação. A procuradoria não quis comentar.

Folha Política

Entrevista com Rev. Ageu Magalhães - Refletindo sobre a Igreja Contemporânea



É com imensa satisfação e alegria que eu, Rô Moreira, entrevisto o Rev. Ageu Magalhães. Estas questões abaixo tem permeado o rumo da Igreja Brasileira e da Teologia Reformada. Quais seriam seus atuais problemas e possíveis caminhos?

O entrevistado Rev Ageu Magalhães é um dos mais renomados expoentes da Teologia Reformada e Calvinista no Brasil, Pastor da Igreja Presbiteriana de Vila Guarani, em São Paulo, há 19 anos. Diretor e professor do Seminário Teológico Presbiteriano Rev. José Manoel da Conceição - JMC. Presidente do Sínodo de Piratininga - SP. Casado e pai de três filhos. Rev Ageu é Bacharel em Teologia pelo Seminário Teológico Presbiteriano Rev. José Manoel da Conceição; Bacharel em Teologia pela Escola Superior de Teologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie; Mestrando em Teologia Sistemática pelo Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper.

Perguntas:

A Reforma protestante completará 500 anos e durante todos esses anos nunca se viu na história da igreja evangélica no Brasil, em seguimentos fora do meio Reformado, tanto interesse pela fé Reformada e isso tem levado a um envolvimento maior da parte de alguns lideres Reformados com os evangélicos Pentecostais. A pergunta é: Como o senhor vê esse envolvimento com a fé reformada para a igreja Presbiteriana? Isso traz algum beneficio aos Presbiterianos, pois é melhor construir pontes e sendo assim o evangelho ganha? Ou pode causar danos, visto que algumas igrejas Reformadas já se encontram “meio pentecostalizadas”? Se é que podemos chamar assim as tais igrejas.

Nos anos 90 houve, no meio presbiteriano, um movimento de pentecostalização. Naquela época muitas igrejas aderiram ao culto pentecostal e congressos nacionais foram realizados com forte tendência carismática. As igrejas presbiterianas que ingressaram naquela onda hoje estão com dificuldades em receber gente mais séria, que foge do emocionalismo e do antropocentrismo neopentecostal. As igrejas que não se pentecostalizaram e preservaram a sua doutrina são as que têm recebido mais membros egressos do pentecostalismo. Estas igrejas têm sido bênção na vida de crentes que andavam frustrados em igrejas sem ênfase na Palavra.

Nos 500 anos de comemoração da Reforma Protestante, como manter a chama dos reformadores acesa nos cristãos atuais?

 Valorizando o que os reformadores valorizaram – o estudo da Palavra de Deus. Aqueles homens gastaram anos traduzindo, comentando e escrevendo livros sobre a Palavra. Se queremos comemorar a Reforma, não devemos fazê-lo com shows e estrelas do mundo gospel, mas com eventos que valorizem a Palavra.

As igrejas pentecostais tem dominado todo cenário religioso evangélico no Brasil devido ao seu pragmatismo e a fácil comunicação. Eles também dominam os veículos de comunicação. Em sua opinião as igrejas históricas estão falhando mais na comunicação por pregar dando mais ênfase na teologia e não como os pentecostais mais pragmáticos, ou isso tem mudado?

As igrejas históricas estão falhando, mas não neste ponto. Os neopentecostais têm canais de televisão porque enganar dá lucro. Milhões e milhões são arrecadados com base no engano, na promessa do “é dando que se recebe”. Igrejas históricas são honestas. Nunca arrecadariam os milhões que o neopentecostalismo arrecada. Nosso erro não está aí. Nosso erro está na omissão e na apatia. Na minha adolescência era comum vermos igrejas evangelizando nas ruas e nas praças. Hoje isso é raro. O fato de termos um programa na televisão parece que anestesiou crentes e igrejas quanto à evangelização. O fato é que o programa de TV que temos não tem formato evangelístico e, mesmo que tivesse, a ordem de evangelização de nosso Senhor não pode ser terceirizada. Paulo disse “ai de mim se não pregar o Evangelho” (1Co 9.16) e nós deveríamos estar dizendo o mesmo!

As igrejas neopentecostais estão superlotadas devido ao misticismo, mas as reformadas estão recebendo uma grande quantidade de membros devido ao crescimento da fé reformada. Há irmãos de outras denominações buscando por literaturas e por pregações de grandes teólogos calvinistas. Como o senhor vê essa busca? Será interesse por estarem sendo iluminados ou só querem o que os agradam se tornando apenas simpatizantes (visto que, não aderem toda cosmovisão reformada) Ou é apenas interesse comercial do grande setor literário como editoras Pentecostais e Reformadas e sendo assim, o interesse é apenas comercial e isso movimenta as vendas e o público em geral?

Em todo ajuntamento há pessoas boas e más intencionadas. Possivelmente no meio evangélico haja gente má intencionada lucrando com a busca pela fé reformada. Todavia, acredito que a maior parte das pessoas está buscando a fé reformada porque se cansou de superficialismo, do emocionalismo e do engodo da chamada “teologia da prosperidade”.

Algumas igrejas históricas parecem seduzidas pelo pentecostalismo. Em sua opinião isso é um movimento sustentável sem volta, ou já dá sinais de que estão retornando ao modelo histórico?

Tenho a impressão de que é um caminho sem volta. É fácil entender irmãos pentecostais buscando aprofundamento bíblico. Mas quando igrejas ditas reformadas começam a se parecer com igrejas neopentecostais é sinal de que o primeiro amor foi abandonado (Ap 2.4).

Nossa geração (e aqui incluímos a igreja) enfrenta uma crise que tem afetado todas as áreas, seja da psicologia, antropologia, sociologia, filosofia ou teologia e questões que no passado eram definidas retornam nesta era como grandes desafios para sociedade. As questões que envolvem a homossexualidade, aborto, eutanásia, racismo, pobreza, religiosidade entre outras, voltaram para um estado de indefinição. Neste aspecto a igreja parece tão desorientada quanto a sociedade. É culpa do politicamente correto ou é mais uma das, digamos, portas do inferno que a igreja enfrenta nas eras de sua edificação?

 Sim, é o politicamente correto entrando na igreja. No passado, a igreja não temia ser a antítese. Hoje, boa parte da igreja evangélica quer ficar bem com o mundo. Se esquece que a amizade com o mundo é inimizade contra Deus (Tg 4.4). Há um pequeno universo de crentes sérios que tem encontrado respostas para todas estas questões atuais, todavia, não é o grupo que está na mídia. É o grupo que, se aparecer na mídia, será para confrontar pecados, e isso é tudo o que a mídia não quer.

Observamos a igreja quanto ao seu estado de imperfeição e corrupção em que se encontra no presente. Ao mesmo tempo as Escrituras nos ensinam que não podemos ser cristãos sem ela. Como entender o fenômeno dos desigrejados?

A minha posição é a de que desigrejado convicto não é crente. Posso até entender um crente que está sem igreja porque onde mora está difícil encontrar uma igreja fiel. Porém, aquela pessoa que não vai à igreja porque crê ser possível seguir a Cristo sem ela, está desconsiderando todo o Novo Testamento.

Igrejas em busca de relevância se tornaram uma preocupação na mente de tanta gente que dá vontade de perguntar: como elas sobreviveram até hoje, num mundo tão competitivo, sendo irrelevantes? Numa sociedade secularizada e massificada por valores contrários aos das igrejas, como elas ainda existem, crescem e ainda preocupam tanta gente que se sentem incomodadas com elas? Por isso levanto a questão: o que é relevância e por que a igreja deve ter o que chamam de relevância?

Respondo com as palavras de Michael Horton: “Muito do que se chama relevância na igreja, Paulo trata como ateísmo”. A igreja primitiva nunca se preocupou em ser relevante, mas em ser fiel. E, sendo fiéis, eles colocaram o mundo de cabeça para baixo (At 17.6). Se a igreja de hoje quer fazer alguma diferença no mundo, deve viver de uma forma que reflita Jesus Cristo. Não há nada mais ‘relevante’ que isso!

Em sua opinião o que fazer para conter o pragmatismo na igreja?

 A única forma de nos livrarmos de todos os “ismos” deste século é retornando à Palavra de Deus. Um culto que segue à Palavra não será pragmático porque estará preocupado não em encher bancos, mas em glorificar a Deus. Quando temos comunhão com Deus nosso impulso primeiro é a agradar a Ele, não agradar pessoas.

Como combater falsas doutrinas em meio ao ensino do não julgueis?

Desconsiderando os “tolerantes”. Se Deus não tivesse levantado apologistas nos primeiros séculos da igreja e na época da Reforma Protestante, certamente não teríamos uma igreja hoje. Erros na Igreja de Cristo devem ser combatidos com todas as forças, para que nossos filhos e netos tenham uma igreja amanhã.

Como tratar um líder que está em desacordo com a palavra de Deus ou a confissão de fé da sua igreja?

Se for um oficial de igreja local, deve-se conversar com ele, seguindo os passos de Mateus 18. Se for um pastor, deve-se escrever uma carta a ele, exortando-o quanto à infidelidade. Se ele não mudar de comportamento, o caminho é entrar com um documento no conselho da sua igreja, solicitando que se suba ao Presbitério para as devidas providências.

Como manter a base da Reforma?

Eu entendo que a base da Reforma foi a Palavra de Deus. Assim, quanto mais os crentes forem motivados a ler e praticar a Palavra, mais a chama da Reforma estará acesa.

O que é permitido é proibido dentro da liturgia do culto? Como lidar com as crianças nesse contexto? O senhor aprova os moldes do "culto infantil" a parte do Culto Solene?

Contra a Norma Reguladora (católica e luterana) que ensinava que “o que não é proibido, é permitido”, os reformadores criaram ao Princípio Regulador do Culto que ensina que “apenas o que é ordenado nas Escrituras é permitido no culto”. Assim, nós cremos que a Bíblia é a nossa única regra de fé e prática também no culto. Cada elemento do culto deve ter correspondente bíblico. Sobre o chamado “culto infantil”, este não tem base bíblica. É uma invenção dos anos 70, influência da psicologia do desenvolvimento. Desta data para trás não havia culto infantil. As crianças sempre estiveram juntas com os pais no culto, como família da aliança. Se pensarmos bem, veremos que culto não é só ensino, mas é, sobretudo, adoração. Se nós tiramos as crianças da adoração, a questão é: quando elas aprenderão a adorar? Além disso, como bem disse John Piper “é difícil superestimar a boa influência de famílias fazendo coisas valiosas como família semana após semana, ano após ano. Cultuar é a coisa mais valiosa que o ser humano pode fazer. O efeito de 650 cultos que uma criança vai com o pai e mãe entre as idades de 4 e 17 é incalculável.” Na igreja em que pastoreio, as crianças e adolescentes tem um caderno próprio em que anotam o tema e as principais divisões do sermão. É uma bela visão para qualquer pastor ver crianças e adolescentes atentos ao sermão, fazendo anotações.

Dentro da liturgia muitos citam logo a África como exemplo de expressão cultural. Até que ponto o senhor acha que as expressões culturais atrapalham os Princípios do Culto?

É bastante claro para nós que teologia e liturgia andam de mãos dadas. A liturgia de um culto é a consequência lógica da teologia da igreja. No Seminário JMC temos enviado alunos e professores para alguns países da África. Assim, cremos que, na medida em que a teologia dos países africanos amadurecer, teremos também um amadurecimento daquela liturgia.

Como conter o avanço do liberalismo teológico?

Controlando os seminários. A história da igreja nos mostra que o primeiro ataque dos liberais a uma denominação começa nos seminários. Quando se incute teologia liberal nos futuros pastores, as próximas gerações sofreram as consequências. Denominações fortes cuidam bem de suas Casas de Profetas. Controle nesta área nunca será demais.

É possível que haja avivamento em nossos dias?

Possível e desejável. Todavia, o verdadeiro avivamento seguirá os padrões da Palavra, como na história de Josias em 2 Crônicas 34. Virá por meio de arrependimento de pecados, oração, santificação e obediência a Deus. No final do século 16 a Inglaterra presenciou um avivamento nestes moldes. Homens e mulheres começaram a ler e a viver a Palavra. Buscaram vida e culto puros. O resultado foi uma transformação da sociedade como um todo, com reflexos nos países vizinhos.

Vivemos dias difíceis no nosso país em especial moralmente na nossa política, o senhor acha que o Brasil pode estar sofrendo por consequência de sua rejeição a Deus e sua Palavra?

 Eu não tenho dúvidas disso. A omissão dos crentes no envolvimento político (décadas atrás) aliada ao materialismo que ilude as pessoas fazendo-as acreditar que a felicidade está nos bens geraram o que estamos vendo agora.

Qual o papel da família na igreja contemporânea?

Em um mundo que compartimentaliza tudo, a igreja ainda é a instituição que mantém a família unida. E deveria ser assim tanto nas programações quanto nos cultos.

A igreja contemporânea esta preparada para tribulação ou para o arrebatamento?

Deus escreveu todas as linhas da história. Assim, no momento em que Cristo voltar, a igreja irá com ele. E ela estará exatamente como deve estar.

A igreja atual investe no evangelismo local?

Bem pouco. Como disse acima, a nossa geração de crentes não tem se preocupado muito com evangelização. Todavia, os campos estão brancos. Em algumas viagens missionárias que fiz com alunos de seminários de todo o Brasil pudemos perceber o quanto as pessoas estão carentes do Evangelho. Nós fazíamos evangelismo nas ruas, nas praças, de casa em casa, e a quantidade de pessoas interessadas na mensagem era impressionante.

Muitos dos nossos irmãos não conhecem a doutrina reformada, muitos desconhecem até os atributos de Deus, por exemplo. É possível hoje na igreja ensinar teologia em classe de discipulado?

 Não só possível, como necessário. O advento da internet tem nos ajudado muito nisso. O conhecimento teológico se popularizou. Além da quantidade de livros bons em português, hoje você pode usar os recursos da informação (redes sociais, aplicativos e plataformas de ensino à distância) para investir nos alunos da Escola Dominical.

A cada dia os hinos do Hinário Novo Cântico estão sendo substituídos por hinos mais conhecidos, porém que não exaltam a Deus. Como conter esse avanço?

O HNC não é inspirado. Tem muito hino bom, mas também tem hino que não se pode cantar. Creio que o melhor caminho é utilizar os bons hinos do HNC, bons cânticos que tem surgido, com letras e melodias boas, e os salmos que têm sido metrificados ultimamente.

A igreja contemporânea deve se posicionar em assuntos de cunho político?

A igreja como instituição não. Os crentes sim. A Confissão de Fé de Westminster sabiamente estabelece que a igreja não deve imiscuir-se em assuntos do Estado (cap. 31). Os crentes devem ocupar posições na política a fim de que esta área seja redimida por Deus. Enquanto isso não acontece (e levará tempo) devemos nos lembrar do que disse o Dr. Martyn Lloyd Jones: “Cristãos devem desempenhar seus papéis na sociedade. E, de fato, historicamente isso é o que é mais interessante. A igreja teve grande influência na sociedade em condições sociais quando ela foi mais evangélica.” Intromissões eclesiásticas na política de um país tem quase nenhum efeito. Mas milhões de crentes obedecendo a Cristo nas diferentes esferas da sociedade podem mudar os rumos de uma nação.

Como estimular o chamado ao ministério dentro da igreja contemporânea?

Eu creio que isso depende mais de Deus do que da Igreja. Explico: O pastor pode mostrar à Igreja que os campos estão brancos, que o ministério é belo aos olhos de Deus, porém, o chamado não pode ser criado, ele tem de vir de Deus. Aquele que é chamado para o ministério sagrado não consegue fugir da vocação. Como escreveu Spurgeon no livro Lições aos Meus Alunos, aquele que é chamado ao ministério poderia estar em qualquer outra profissão, mas há um chamado interno que é intenso.

É possível uma igreja pentecostal se denominar reformada?

Há uns anos atrás D. A. Carson esteve no nosso Seminário. No final da palestra, na hora das perguntas, um aluno perguntou a ele se Mark Driscoll poderia ser considerado um reformado. Carson respondeu: “Driscoll pegou uma estrada no rumo da Reforma. Ele está a caminho.” Pois eu digo o mesmo sobre os irmãos pentecostais. Eles pegaram uma estrada no rumo da reforma, e creio que chegarão lá.

Há diferença entre pentecostais e neopentecostais?

 Sim. Costumamos chamar de pentecostais os irmãos das igrejas históricas como a Assembleia de Deus, Deus é Amor, Brasil para Cristo e outras antigas. Neopentecostais são as igrejas mais recentes como Universal do Reino de Deus, Renascer em Cristo, Mundial do Poder de Deus... Teologicamente, as igrejas pentecostais são mais sérias. Algumas das neopentecostais não podem ser chamadas de igrejas. Adoram o deus dinheiro.

A ordem dos Pastores Batistas aprovou a ordenação de mulheres ao ministério pastoral. O que o Senhor acha/pensa desta decisão?

É uma decisão lamentável. Não há qualquer base bíblica para a ordenação feminina. No Antigo Testamento Deus não instituiu profetisas, sacerdotisas e rainhas. Jesus, mesmo tendo mulheres que o seguiam, não escolheu nenhuma para formar o grupo dos 12. E certamente ninguém ousaria acusar Jesus de machismo... O fato é que a argumentação que está fazendo algumas igrejas ordenarem mulheres é cultural, não bíblica. O problema é que é a mesma argumentação que, daqui a alguns anos, será usada para a ordenação homossexual. Que Deus tenha misericórdia destas denominações.

Suas considerações finais. Agradeço a gentileza das perguntasConheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR; como a alva, a sua vinda é certa. Que Deus abençoe a todos.


Agradeço imensamente pela solicitude dispensada a nós, nesta nobre intenção de propormos uma reflexão sobre a Igreja moderna e seus rumos. Sendo assim, de forma muito cristã e carinhosa, o Reverendo Ageu Magalhães nos atendeu da melhor e mais solícita maneira possível respondendo nossas questões. Agradeço também os irmãos Junior Anderson e Rev. Ricardo Rodrigues, colunistas desse site, que contribuíram para que esse debate nos edificasse e que juntos pudéssemos refletir nestes apontamentos teológicos da igreja atual. Boa leitura a todos! Graça e paz da parte de Nosso Senhor Jesus Cristo, O Cabeça da Igreja!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...